(11) 99491 7079
negociarte@negociarte.com.br
Posts sobre:   Comportamento

Aprendizado com Diversão Parte 3/6

mudar 2

Não esconda seus erros!

Pela primeira vez, tive a oportunidade de visitar um campo de concentração na Alemanha. Fomos a Dachau, um dos campos que serviu como modelo para a implantação dos demais campos nazistas.

O campo de concentração, além de ser um local para prestar homenagem aos mortos e sobreviventes, também é uma forma de mostrar os erros cometidos e deixar lições para que não se repitam mais. É muito interessante ver pessoas de todas as idades visitando os campos, principalmente crianças e jovens.

Ao invés de esconder o passado, como forma de minimizar a vergonha pelo que fizeram, os campos são uma constante lembrança dos erros que foram cometidos na Alemanha nazista.

Acredito que este é um aprendizado que deveríamos trazer para as nossas atividades cotidianas: não ter vergonha ou receio de evidenciar nossos erros, assumir a nossa responsabilidade por eles e criar formas para reparar os danos e evitar que os erros se repitam.

mudar

 

Inscrição no portão de entrada dos campos de concentração:

O trabalho liberta! 

Uma das mentiras para justificar a existências dos campos como locais de correção de comportamentos e as consequentes práticas realizadas nos mesmos.

Armadilhas da crise

Direcao

Vivemos na crise – a maior da nossa história, até que venha a próxima!

É evidente que a situação está muito difícil, que os resultados vão de mal a pior e que estamos presos em meio a um clima de incertezas e indefinições.

Esta análise é correta, mas carrega em si a armadilha da acomodação e da vitimização. Ao nos posicionarmos como vítimas não assumimos nossa parcela de responsabilidade pelo que está acontecendo, aceitamos o sentimento de impotência diante da situação e permanecemos passivamente à espera por dias melhores.
Mesmo que os dias melhores cheguem, o mundo ao nosso redor estará diferente e, portanto, continuaremos a ter dificuldades.

Como dizia Karan Simão Racy, “pequenos passos representam grandes distâncias comparados àqueles que ficaram parados esperando por dias melhores”.

Crise significa que a situação mudou e ainda não conseguimos aprender a lidar com ela. O jogo está diferente e as regras mudaram, mas ainda continuamos jogando com as regras do passado. Consequentemente, os resultados são piores e reforçam a crença de que a crise é profunda e nada podemos fazer.

Momentos difíceis são caracterizados pelo risco e pela oportunidade. Ao superar as queixas e o medo, podemos encontrar possibilidades que alavanquem nossos resultados. Mas para isso é preciso mover-se e dar os pequenos passos.

O que você tem feito de diferente para transformar esta crise numa oportunidade de crescimento?
Que comportamentos tem desenvolvido para superar este momento e estar preparado para os dias melhores?

facebook-squarelinkedin-squarephoneenvelopeinstagrammagnifier