4 estratégias para superar a distração

Escada

Fonte: 4 Strategies for Overcoming Distraction
Chris Bailey | 30 Agosto, 2018

Na enxurrada de estatísticas que existem em torno da produtividade pessoal, há uma especialmente alarmante: as pessoas costumam ser distraídas ou interrompidas a cada 40 segundos ao trabalhar em frente ao computador. Em outras palavras, não podemos trabalhar nem por um minuto antes de nos concentrarmos em outra coisa. Às vezes, é fácil voltar a se concentrar, mas quando nossa atenção é completamente desviada, pesquisas mostram que podemos levar mais de 20 minutos para conseguirmos nos focar novamente.

Por quê? Os humanos são construídos para distrações. O sistema de atenção do nosso cérebro está programado para responder a qualquer coisa que seja agradável, ameaçadora ou original. Temos até um viés de novidade, em que nosso cérebro é inundado com um produto químico do prazer, a dopamina, sempre que nos concentramos em algo novo.

Em termos de nossa história evolutiva, isso faz sentido: quando nossos antigos ancestrais eram distraídos por novas ameaças, um tigre que se aproximava por exemplo, esta distração os ajudava a sobreviver mais um dia.

Embora as situações possam variar, nós não enfrentamos tigres na nossa vida diária. As distrações que são novas, agradáveis ​​e ameaçadoras não ajudam mais a nossa sobrevivência, em vez disso, elas desviam nossa atenção do que é produtivo e significativo. O Facebook será para sempre mais atraente do que uma planilha do Excel; verificar emails sempre oferecerá um impacto maior sobre a dopamina do que o relatório que estamos escrevendo.

Então, como você pode pegar o controle de volta? Inúmeras estratégias podem nos ajudar a mitigar a distração. Aqui estão quatro delas.

Crie um ritual livre de distrações.

Com tantas distrações competindo por nossa atenção, precisamos controlar o máximo que pudermos antecipadamente. Um modo livre de distrações, um ambiente ideal para se concentrar e focar em suas tarefas mais importantes e complexas. Para isso, é possível criar um bloqueador de distrações no seu computador. Existe alguns aplicativos que fazem isso (Freedom), mas também é possível colocar fones de ouvido com cancelamento de ruídos e deixar o telefones/tablets em outra sala. Você ainda pode usar um método de recompensa: após 45 minutos de concentração, pode se dar 10 minutos de distrações como prêmio.

Essa estratégia é ótima para quem trabalha em casa. Já para quem trabalha em uma empresa com layout aberto, talvez precise se levantar e buscar um espaço livre de distração. Distrações acontecem 64% mais vezes nesse tipo de ambiente, e somos mais interrompidos por outras pessoas também.

Defina três intenções diárias.

Quando trabalha com maior intenção, você se concentra no que é realmente importante. Para conseguir isso, pode usar a Regra dos Três. Pergunte-se pela manhã quais são as três coisas que você quer realizar até o final do dia? Coloque suas outras tarefas menos importantes em uma lista separada de tarefas. Parte do que torna essa regra tão poderosa é que três coisas se encaixam confortavelmente em nossa atenção de uma só vez, e priorizá-las garante que essas tarefas se sobressaiam em uma lista de outras coisas menos importantes. Claro que você fará outras coisas ao longo do dia, mas tendo três tarefas mais importantes para você focar você facilita seu processo de concentração.

Trabalhe com coisas difíceis e faça mais delas.

Nosso trabalho tende a se expandir para preencher o tempo que temos disponível para sua conclusão, e qualquer excesso de tempo restante geralmente é preenchido com distrações. Nos círculos de produtividade, esse fenômeno é conhecido como Lei de Parkinson. Às vezes, distrações vêm de fatores internos e externos, mas outras vezes acontecem porque não estamos sendo desafiados o suficiente pelo nosso trabalho. Avalie seu tempo de trabalho sem propósito. Se for alto, isso geralmente é um sinal de que você tem a capacidade de assumir projetos mais desafiadores e, talvez, de trabalhar ainda mais.

Defina um prazo de projeto artificial.

Cabe a você apresentar um fator novo para projetos de longo prazo sem urgência. Por exemplo: Você tem uma tarde inteira para escrever um relatório monótono? Dê a si mesmo 50 minutos. Transformar uma tarefa em um jogo obriga você a dedicar mais atenção e energia a esse projeto porque não pode mais ocupar horas do seu tempo. Com um tempo limitado para terminar um projeto, acaba tendo de se focar muito mais na tarefa mais importante do que se concentrar nas distrações mais agradáveis, ameaçadoras ou novas que estão disponíveis para você.

 

Não podemos nos enganar, nossas mentes anseiem por distração. Mas o que podemos fazer é nos preparar para o sucesso adotando estratégias para bloquear as distrações com antecedência, trabalhar com maior intenção e recuperar nossa atenção de uma vez por todas.

Comentários